Publicações Populares

Escolha Do Editor - 2020

The Wall Street Journal: Ainda torcendo por Saakashvili

Jornal de Wall StreetA edição européia da revista faz o possível para diminuir o recorde de Saakashvili quando ele sai do cargo:

Como líder carismático de uma nação com tradições democráticas superficiais, Saakashvili pode ser um trabalhador pesado. Ele exagerou nos protestos contra o governo em 2007, fechando um canal de televisão nacional. Ele sobreviveu a uma guerra com a Rússia de Vladimir Putin em 2008, mas a luta provavelmente custou à Geórgia qualquer chance de recuperar duas regiões separatistas.

Essa é a extensão das críticas ao registro de Saakashvili no editorial. Notavelmente ausente da descrição da “reação exagerada” de Saakashvili foi a maneira como os manifestantes foram tratados. Um relatório sobre a repressão de 2007 de Der Spiegel fornece uma imagem mais completa do que aconteceu:

Na quarta-feira, os protestos entraram em confrontos violentos, quando a polícia começou a recuar os manifestantes e bater em alguns com cassetetes. A polícia de choque, em seguida, disparou gás lacrimogêneo contra os manifestantes de caminhonetes, enquanto se retiravam pela avenida principal da capital. Mais de 500 pessoas ficaram feridas, com 100 ainda no hospital na quinta-feira, segundo o Ministério da Saúde da Geórgia. A estação de televisão Imedi, que divulgou declarações de líderes da oposição e transmitiu imagens das táticas pesadas da polícia, foi retirada do ar na quarta-feira à noite depois que a polícia de choque entrou em sua sede.

O editorial não menciona os abusos mais rotineiros do poder por Saakashvili e seus ministros, o assédio de jornalistas críticos, negligencia a tortura de prisioneiros e omite convenientemente o fato de que Saakashvili assumiu grande parte da culpa pela guerra de agosto de 2008. Nada disso é surpreendente. o WSJ tem sido um dos piores meios para promover propaganda pró-Saakashvili, e mesmo que ele não esteja mais no cargo, eles ainda estão torcendo por ele.

Deixe O Seu Comentário